Congresso discute piso salarial de R$ 6 mil para enfermeiros

Congresso discute piso salarial de R$ 6 mil para enfermeiros

Está em discussão na Câmara dos Deputados o projeto de lei (PL) 2997/20, que visa estipular um piso salarial nacional para enfermeiros de R$ 6 mil. Além disso, a iniciativa também propõe 70% desse valor (R$ 4.200) de salário para técnicos de enfermagem e 50% (R$ 3 mil) para auxiliares e parteiras. Todas as propostas são com base em uma jornada de trabalho semanal de 30 horas.

“Para jornadas de trabalho superiores a 30 horas semanais será calculado, proporcionalmente, ao valor estabelecido em contrato para cada hora a mais como hora extra, não podendo exceder a 36 horas semanais”, explica o texto do projeto no 2º parágrafo do artigo 24.

O PL modifica a lei 7.498, de 25 de junho de 1986, estipulando a jornada semanal para esses profissionais de 30 horas. A justificativa, assinada pelo deputado federal, Reginaldo Lopes (PT-MG), ressalta o protagonismo dos enfermeiros em meio à pandemia ocasionada pelo novo coronavírus (Covid-19).

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

“Atualmente, com a pandemia em evidência fica mais explícito o quanto esses profissionais são essenciais e o quanto arriscam suas vidas. É preciso proporcionar a existência de um piso para que no mínimo eles possam ter uma garantia de remuneração digna proporcional ao quanto contribuem para a sociedade”, afirma o parlamentar.

O deputado também fala sobre a situação dos profissionais de enfermagem no Brasil: "Em nosso País a profissão de enfermeiro tem sido precarizada e pouco reconhecida. São profissionais que atuam em todas as etapas da saúde e convivem com elevados riscos de contaminação. Eles são imprescindíveis para a saúde não só de média e alta complexidades, mas também são essenciais no âmbito da importância na saúde básica”, pontua.

Lopes ainda ressalta: “A Constituição Federal determina no inciso V, do art.7º, que é direito dos trabalhadores o ‘piso salarial proporcional à extensão e à complexidade do trabalho’. A disparidade de salários pagos para esses profissionais [de enfermagem] demonstra a real necessidade da criação de um piso salarial nacional para poder haver equiparação do salário pago aos profissionais de saúde, garantindo isonomia na carreira e respeito ao profissional”, enfatiza.

Outras iniciativas

Há muitos projetos que discutem a criação de um piso salarial nacional para enfermeiros. Em maio de 2020, chegou ao Senado o PL 2564/20, que propõe um salário de R$ 7.315 para enfermeiros. Para técnicos, a iniciativa visa estabelecer um ganho de 70% desse valor (R$ 5.120,50) e para auxiliares 50% (R$ 3.657,30), todos também com base em uma jornada de 30 horas.

Participe também: Grupo de WhatsApp para receber notícias de enfermagem diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do PGE é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo da enfermagem. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O PGE é o principal responsável pela especialização de enfermagem no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Redes Sociais

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 003 7744
  •  

     

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

Botão Pós Graduação Responsivo

Agenda de Cursos - Inscrições Abertas